Navigation Menu
Proibição de comer pinhões

Proibição de comer pinhões

INFORMAÇÃO

“O uso de insecticidas com base em abamectina no controlo da lagarta processionária do pinheiro por injecção do produto no tronco, tornou-se uma prática comum, mas que tem elevado risco de toxicidade para o ser humano.

A DGAV emitiu o Oficio Circular n.º 16/2018, onde alerta para o perigo da ingestão de pinhões provenientes de pinheiros tratados com abamectina, como tal deve ser afixada a proibição da recolha de pinhas nos locais onde foram realizados tratamentos com este produto, pelas entidades responsáveis pelos tratamentos.

A DGAV também refere que não podem ser efectuados tratamentos por injecção no tronco com produtos fitofarmacêuticos contendo abamectina em pinheiro manso de produção comercial para fins de colheita de pinhão destinado a consumo humano.

Os pinheiros mansos existentes em áreas de lazer, zonas urbanas e espaços públicos frequentados pela população em geral podem necessitar de intervenção para efeitos de controlo da processionária através da injecção no tronco, uma vez que esta praga enfraquece as árvores, mas para além disso é também uma questão de saúde publica, sendo por isso perfeitamente justificados os tratamentos para controlo do insecto.”

Saiba mais AQUI